Uber quer usar IA para identificar passageiros bêbados

bebado

A Uber tem uma novidade para os usuários que curtem uma noitada e solicitam o serviço. De acordo com diversas reclamações de motoristas após incidentes com passageiros embriagados, um pedido de patente registrado em 2016 e divulgado essa semana mostra que a empresa está estudando como utilizar inteligência artificial para identificar clientes alterados.

A IA será capaz de estabelecer um padrão de uso e, quando o usuário agir de forma diferente, o aplicativo receberá um sinal para alertar o condutor da viagem.

Segundo divulgação da CNN, a tecnologia acompanha o indivíduo no dia-a-dia, coletando dados como velocidade de caminhada, digitação e maneira como o telefone é utilizado. Essas informações são cruzadas com a localização e horário da solicitação, especialmente para verificar se o local é repleto de bares ou festas. Dependendo de como o programa avaliar, a chamada será diferente.

Os viajantes classificados como “bêbados” serão guiados por motoristas experientes e capazes de lidar com a situação. Em outros casos o sistema escolherá carros distantes do ponto de partida, exatamente para dar tempo de “diminuir” o grau de embriaguez. Sem contar que a opção de UberPOOL será retirada para não incomodar outros passageiros.

De forma generalizada, estar bêbado é sinônimo de vulnerabilidade, o que pode ser mais preocupante no caso de mulheres. Porém o projeto ainda não aprovado quer auxiliar da melhor forma possível os usuários que extrapolaram na bebida.

Deixe seu comentário: