Machine Learning: iProspect apresenta aplicações e previsões para marketing

iprospect

A  iProspect, agência de marketing digital full performance presente em 54 países, divulga o estudo “From Novelty To Necessity”, que apresenta previsões e aplicações para marketing e negócios na era do Machine Learning (sistemas automatizados de aprendizagem). A pesquisa foi realizada com mais de 250 marcas, cujas ações abrangem investimentos em vários países, incluindo o Brasil.

Dentre as principais conclusões do estudo, está que o uso de dados para personalizar a experiência do consumidor é uma prioridade, sendo o grande desafio para este ano administrar grandes volumes de dados e as tecnologias necessárias para captá-los e analisá-los. Quando perguntado sobre como Machine Learning afetará seus negócios em 2018, 55% dos entrevistados concordaram que a tecnologia lhes permitirá tomar melhores decisões mais assertivas (uma vez que são baseadas na análise de um grande volume de dados).

53% também acreditam que o Machine Learning permitirá que entreguem conteúdo personalizado em alta escala, enquanto 48% acreditam que vão permitir que eles automatizem tarefas para que possam se concentrar em objetivos estratégicos. Menos de 2% pensam que Machine Learning terá um impacto mínimo ou nenhum impacto nos negócios em 2018.

“Por meio século, cientistas têm experimentado como o Machine Learning pode ser aplicado. Atualmente, no entanto, claramente nos encontramos na interseção da tecnologia de acumulação maciça de dados do consumidor e a capacidade humana de aplicar ciências de dados para resolver desafios comerciais e entregar resultados de negócios rentáveis. As implicações desta interseção vão mudar a cara do marketing para sempre”, afirma Gustavo Macedo, diretor da iProspect no Brasil.

“Com uma melhor compreensão da tecnologia, claramente definida metas de negócios e os dados corretos, a visão das marcas por meio do Machine Learning mudará de uma ideia futurista para uma solução acionável que integra dados, tecnologia e ativações em tempo real para desempenho da campanha”, conclui Gustavo Macedo.



Deixe seu comentário: