Coca da China expõe o conflito entre tradição e tecnologia no país

dsa

Na China, a Coca-Cola tem dois personagens animados fazem campanhas na época do Ano Novo Chinês. Inspirados em tradicionais bonecos de barro, uma milenar forma de arte chinesa, eles transmitem os valores da marca para a região oriental.

No último filme, criado pela McCann Xangai, o casal salta do rótulo de uma garrafa do refrigerante e faz com que uma família que estava tão entretida com os celulares que nem viu o jantar chegar, deixar os mobiles e olhar para quem estava ao seu lado na mesa.

Além da história tradicional, a campanha se desdobra em uma animação de realidade aumentada disponibilizada no Alipay, aplicativo de pagamento móvel amplamente utilizado no país.  Com grande sucesso, o vídeo que revertia visualização em dinheiro, foi visto mais de 6,6 milhões de vezes em apenas duas semanas.

Dentro da estratégia digital da parceria pensa pela Isobar também é possível scannear os personagens encontrados nas ruas, embalagens e anúncios, para que os bonecos se misturem com as cenas do mundo real. Dessa forma, a mesma coisa que é vista em duas dimensões nas TVs e computadores chineses também pode saltar aos próprios olhos dos clientes direto da tela do mobile.

Clique neste link do Ad Age para ter acesso à peça carro-chefe da campanha que expõe as idiossincrasias de uma região que se cerca de tecnologia, mas ainda tenta olhar para a sua tradição:

Deixe seu comentário: