Jim Carrey "vende ações a preço de banana" e sai do Facebook

dsa

Desde o conturbado suicídio de sua namorada, Cathriona White, em 2015, Jim Carrey parece viver momentos em que procura entender o seu papel no mundo. Depois do ator chamar a atenção ao perguntar o sentido da vida em homenagem no New York Fashion Week do ano passado, a estrela aparece mais uma vez com uma atitude que põe em xeque as certezas de muita gente.

Inconformado com o tanto que o Facebook “lucrou com a interferência russa” nas eleições dos EUA em 2016, Jim Carrey se une a veículos como a Folha de S. Paulo (veja aqui) e entra na briga contra a empresa de Mark Zuckerberg que no início deste ano apresentou mudanças de algoritmos que incentivam a criação de bolhas, diminuição do alcance orgânico e a popularização das fake news.

Acionista da rede social, o humorista postou no Twitter uma caricatura do CEO da rede dizendo que irá apagar sua fanpage no “Fakebook”, maneira que o artista se referiu à plataforma, e vender as suas ações bem abaixo do preço.


https://twitter.com/JimCarrey/status/960953156262744065/photo/1?ref_src=twsrc%5Etfw&ref_url=https%3A%2F%2Fg1.globo.com%2Fpop-arte%2Fcinema%2Fnoticia%2Fjim-carrey-faz-campanha-contra-o-facebook-e-apaga-pagina-na-rede-social.ghtml

"Estou vendendo minhas ações do Facebook a preço de banana e deletando minha página. Encorajo todos os outros investidores que se importam com o nosso futuro a fazerem o mesmo. #unfriendfacebook", disse o ator.

Deixe seu comentário: