Já passou da hora de falar sobre Xereta nas redes sociais

dsa

Já é notório que as redes sociais passaram a ser protagonistas na comunicação de qualquer marca. Enquanto páginas como as da Prefeitura de Curitiba e o Cemitério Jardim da Ressureição passaram a ser sinônimo de interações bem estruturadas com um público que é nativo digital, outros endereços também expandem as possibilidades em social media.

Diante de tantas postagens corriqueiras, uma das empresas que tem chamado a atenção e saído da mesmice é a Xereta. Pertencente ao grupo Refrix, a linha de refrigerantes da companhia se notabiliza pelo seu apelo popular personificado por Sergio Malandro como garoto-propaganda e o conectado conteúdo compartilhado em sua fanpage.

Com 32 mil seguidores no Facebook, a marca cria publicações que utilizam memes e a linguagem da web para anunciar os seus produtos de modo bem-humorado. Com comentários como “Marketing nível 999 huahshah” e “olha aí, como não amar a Xereta?????”, a companhia engaja cada vez mais pessoas.

Para conversar sobre como foi pensada a divertida estratégia digital de uma empresa de campanhas mais tradicionais no off-line, a forma que o conteúdo é criado pela agência Ginger Co e como a reação positiva do público se reflete nas ações da Xereta, conversamos com Fabio Mouro, gerente de marketing da Refrix.

Confira abaixo o bate-papo completo:

Poucas empresas do ramo se posicionam dessa maneira, como surgiu essa estratégia?

Em primeiro lugar entendemos que propaganda comum pode ser muito chata, principalmente em redes sociais. A nossa ideia foi criar uma página divertida que, de forma sutil e coerente, promovesse a exposição da marca. O nome "Xereta" permite uma abordagem com essa pegada de humor e a linguagem dos memes encaixou perfeitamente na proposta.

Qual o processo de criação das postagens da página? Como são alinhadas as ideias da agência com a marca?

A agência Ginger Co, responsável por toda criação de conteúdo, desenvolve semanalmente posts utilizando o que há de mais atual na internet e suas linguagens; e o conteúdo é aprovado ou redirecionado conforme as premissas da empresa. Há também os posts de oportunidade que são feitos quando algum acontecimento relevante ocorre.

 

A popularidade de Xereta na internet reflete em vendas ou formas de se comunicar fora do ambiente digital?

Com certeza a popularidade reflete na intenção de compra de produto. Essa forma de comunicação foi extremamente eficaz com o público mais jovem, público esse que a Xereta não conseguia dialogar há um bom tempo.

Quais são as inspirações para as publicações?

A principal inspiração são os comentários dos próprios seguidores. É comum inclusive recebermos conteúdo feito por eles para publicarmos na página. Aos poucos estamos tomando o formato ideal.

Que publicações fizeram mais sucesso?

Foram vários os posts que tiveram boa repercussão e um grande alcance orgânico. De forma sucinta, os posts que apresentam melhores resultados refletem a linguagem que o público alvo da Xereta Refri está usando nas redes. Temos que lembrar que as pessoas gostam de conversar com pessoas e estão na rede para buscar entretenimento + informação. Conteúdos chatos, monótonos, do tipo "compre meu refri porque sim" estão perdendo espaço.

Quais os próximos passos da comunicação em social media da companhia?

Estaremos em breve no Instagram com posts exclusivos e, além disso, para ambas as redes sociais apresentaremos propostas aos seguidores que saiam do mundo virtual para criarmos elos ainda mais fortes com os consumidores da marca.

 

 

Deixe seu comentário: