Facebook: organizações e negócios agora poderão postar no Community Help

face

As pessoas recorrem ao centro de Resposta a Crise no Facebook para avisar amigos e familiares que estão seguras, descobrir e compartilhar informações sobre o que está acontecendo e ajudar na recuperação da comunidade. O Community Help foi criado há um ano para tornar mais fácil pedir e oferecer ajuda durante uma crise. Mas pessoas ajudando umas às outras é apenas uma parte da solução. Segundo o Facebook, organizações e negócios também desempenham um papel importante na resposta a crises, além de ajudarem na reconstrução das comunidades.

E foi por isso que a rede social resolveu anunciar que agora organizações e negócios poderão postar no Community Help para fornecer informações e serviços, de maneira que as pessoas consigam obter a ajuda que precisam durante uma crise. “Começamos a disponibilizar a ferramenta para Páginas de organizações e negócios, como Direct Relief, Lyft, Feeding America, International Medical Corps, The California Department of Forestry e Fire e Save the Children, e faremos com que fique disponível para mais Páginas, inclusive no Brasil, nas próximas semanas”, informou a empresa, por meio de um comunicado.

“Permitir que organizações e negócios postem no Community Help dará a eles uma nova maneira de chegar às comunidades impactadas por desastres. Por exemplo, por meio das postagens, eles poderão ajudar as pessoas a encontrar desde transporte gratuito até mantimentos. Podem também conectar voluntários a organizações que precisam de ajuda”, continua o texto.

Segundo o Facebook, ao longo do ano passado as pessoas recorreram ao Community Help em mais de 500 crises diferentes em todo o mundo. Usaram o Community Help, por exemplo, nas enchentes em Estados na região Nordeste do Brasil, no furacão Harvey nos Estados Unidos, no terremoto no México, no atentado em Barcelona e nas enchentes em Mumbai. As pessoas interagiram mais de 750 mil vezes com o Community Help por meio de postagens, comentários e mensagens, principalmente relacionadas a oportunidades de voluntariado, abrigo e doações de mantimentos e roupas.

Deixe seu comentário: