5 vezes em que House of Cards deu uma aula de social media

house

Algumas séries do Netflix são tão amadas pelo público que já tem um enorme potencial de viralização orgânica, impulsionada pelo próprio entusiasmo dos fãs. Isso não significa que o marketing do produto não deve ser bem feito, principalmente nas redes sociais, um ambiente absolutamente propício para diálogos do gênero.

Os perfis de House of Cards no Facebook e Twitter que o digam. A série engaja ainda mais fãs através de sua comunicação peculiar, com um senso de timing e contexto admirável. Além disso, a comunicação da série consegue aplicar bem um conceito excelente para trabalhar o storytelling da marca: a “persona” de Frank Underwood (interpretado por Kevin Spacey), personagem protagonista da trama, um politico ambicioso, que é capaz de tudo para chegar ao poder.

Confira abaixo algumas das interações mais legais da série:

Campanha eleitoral ganha Leão?

Vale a pena abrir a série com uma ação que conquistou um GP de Integrated no Cannes Lions 2016. Apesar do trabalho ter sido veiculado em diversas plataformas, a rede social foi a estrela da comunicação que criou uma “verdadeira” campanha presidencial para Frank:  

De olho no Brasil 

Sabendo da fidelidade do público brasileiro, o perfil da série também costuma brincar com alguns fatos da política no país. Os posts do gênero costumam levar os fãs a loucura. No post abaixo, por exemplo, Frank diz que está “Assistindo à cobertura das notícias brasileiras de hoje”.   

Clique aqui para ver o post.

Eles não dizem impeachment

Quando as manifestações pelo impeachment da Presidente Dilma já tomavam um rumo pesado, a terceira temporada de House of Cards estava para entrar no ar. Na trama, curiosamente, Frank estava prestes a se beneficiar de um impeachment para tomar posse na presidência dos Estados Unidos. Aproveitando a ocasião, o perfil gringo da série decidiu brincar com um meme que andava rolando na web:

“No português brasileiro, eles não dizem ‘impeachment’, eles dizem ‘se inspirar no Francis Underwood’ e eu acho isso maravilhoso.”

“Tá difícil competir”

Tal frase, uma indireta ao momento turbulento da politica brasileira depois das delações que abalaram o Brasil, também fez sucesso no Twitter, nos últimos dias.

Tá na capa da Veja

Para fechar, outra ação que não teve as redes sociais como origem. Ainda ssim, o perfil da série usou toda a força de plataformas como Twitter e Facebook para viralizar sua ação inusitada: colocar Frank Underwood na capa de veículos como Veja e Carta Capital.

Deixe seu comentário: