O futebol como pano de fundo para campanhas sociais poderosas

paixao

Duas paixões brasileiras, a propaganda e o futebol têm um relacionamento antigo e cheio de entrosamento nas campanhas publicitárias. Tal relação se intensificou ainda mais nos últimos anos, através do envolvimento de grandes agências e trabalhos que não apenas engajaram o público por aqui, mas também ganharam diversos prêmios em alguns dos principais festivais de criatividade pelo mundo, incluindo o sempre desejado Cannes Lions. Nesta espécie de tendência, ganharam relevância campanhas que utilizaram o esporte mais popular do País como pano de fundo para alguma causa social. Confira abaixo dez exemplos do gênero:

"Paixão cega"

O objetivo da campanha criada pela NBS para o Flamengo é estimular uma nova experiência para os deficientes visuais. E mais: servir como plataforma de relacionamento para que tanto os cegos quanto os voluntários se encontrem para irem aos jogos.

O número da camisa?

O Cruzeiro mudou a numeração de seu uniforme em alerta aos problemas que atingem as mulheres no Brasil. A ação foi criada pela agência New360, em parceria com o clube, a Umbro e a ONG Azmina.

Lado a lado

Em 2015, o jornal gaúcho Correio do Povo e o Sport Club Internacional criaram a ação “Lado a Lado", que protagonizou o primeiro clássico "Grenal" com torcida mista da história. 

Mamães seguranças

A ação da Ogilvy transformou as mães dos torcedores do Sport Club Recife em seguranças de estádio. Será que alguém brigou nesse dia?

Doação de escudo

Nesta campanha criada pela Leo Burnet  para a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), os jogadores do E.C Vitória "doavam" o escudo estampado na camisa ao serem substituídos em campo.           

Campo Desmatado

Para mostrar que a cada quatro minutos uma área equivalente a um campo de futebol é desmatada no Brasil, a Grey Brasil criou o case abaixo para a ong WWF.

Fãs imortais

Em 2012, em parceria com a agência Ogilvy, o Sport lançou uma campanha intitulada “Fãs Imortais”, que tinha como tema principal incentivar os seus torcedores a doar órgãos, com o sugestivo lema “Pelo Sport tudo. Até depois de morrer!”.

Meu sangue é rubro-negro

Também em 2012, por doações de sangue, o Vitória mudou a cor de sua tradicional camisa. A ação foi criada pela Leo Burnett para o Hemocentro da Bahia.  

Golaço contra o preconceito

Os jogadores ganharam cores especiais (um presente das crianças) durante a transmissão da Fox Sports. A ação aconteceu após o jogador brasileiro Tinga sofrer ofensas racistas durante uma partida internacional. 

Perdidos na multidão

A campanha mostrou cartazes gigantes com rostos de menores desaparecidos em uma partida de futebol da Seleção Brasileira em Manaus. A ação foi da Z+ para a Fundação para a Infância e Adolescência (FIA), em parceria com a Rede Globo.

Deixe seu comentário: