Filme da Apple brinca com o excesso de senhas do mundo atual

apple

A Apple, produtora de aparelhos eletrônicos, marca o público não só com produtos, mas também com comerciais inovadores. Em 1984, quando a empresa ainda era pequena e desconhecida, uma propaganda dirigida por Ridley Scott, diretor de “Alien, O Oitavo Passageiro” e “Blade Runner: O Caçador de Andróides”, foi um marco por conter em sua narrativa uma trajetória dos sistemas atrelados ao uso do Macintosh (que posteriormente se tornou uma tecnologia revolucionária).

Alinhada há décadas com essa proposta, mais de 30 anos depois, O objetivo de agradar com produções continua. Desse modo, nesta campanha em específico, a marca quer tratar de forma divertida sobre a nova ferramenta dos iPhones: o reconhecimento facial.

Nesta propaganda do iPhone X, um homem participa de um jogo da memória, e para vencer deve responder a uma pergunta: Qual a senha criada no dia de hoje pela manhã?

Assim como nos comerciais anteriores da Apple (inclusive ganhadores de GP no Cannes Lions), este traz uma carga cinematográfica, que vai desde a escala de produção até o uso de movimentos de câmera e cortes precisos para causar tensão.

A ação brinca com a relação que nossa geração tem com as senhas e enaltece a facilidade de logar em diferentes sites por meio do sistema de segurança que reconhece as características do rosto do usuário. Veja abaixo o resultado:

Deixe seu comentário: