"Tênis de Pai" mostra que é possível fazer um produto para diferentes classes sociais

ads

Em 2017 um modelo específico de tênis começou a aparecer nas redes sociais, principalmente daqueles que seguem blogueiras e interessados em moda. O “Tênis de Pai”, que por algumas décadas após o sucesso dos anos 90 foi demonizado voltava a aparecer nos pés de pessoas pelo mundo afora.

O sucesso foi tanto que algumas das marcas de moda mais conhecidas globalmente decidiram lançar seus próprios modelos do tal tênis. O calçado em questão reunia componentes de três esportes diferentes: Corrida, basquete e atletismo, tudo empilhado para criar a inconfundível sola volumosa.

No meio dessa tendência a Balenciaga levou às passarelas uma colaboração com a Crocs que por um lado trouxe muita polêmica e por outro, ainda em pré-venda, viu seus estoques zerarem, ainda que o tal sapato custasse R$2.695 reais.

Voltando ao assunto, o tênis é uma das apostas para este ano quando o assunto é “tendências”. E parece que tanto fast fashions (Zara é um exemplo) quanto marcas menos ligadas à “high society” da moda e mais ligadas à esportes, como a Adidas, também contribuíram com produções próprias. 

E aparentemente o "tênizão" ainda vai continuar na cabeça (ou melhor dizendo, nos pés) dos “influencers” por aí já que a Gucci decidiu lançar mais um tipo do sapato. Bem diferente do calçado lançado em setembro de 2017, este vem em seis cores, com detalhes em camurça, couro e outros materiais de malha esportiva. Cada uma das opções tem tiras cruzadas com cristais. 

Ao que tudo isso indica, tanto comunicação de marcas quanto criação de produtos se mostram bem efetivas, ainda que estejamos falando de uma peça aborde diversas faixa-estárias  e classes sociais, não é?

Deixe seu comentário: