The New York Times divulga 48 demissões do Google por assédio sexual

demitidos

Os movimentos sociais têm ganhado muita visibilidade com o passar dos anos. O assédio sexual continua a ser uma verdade, mas, o movimento feminista possui motivos para comemorar pois foi divulgado que nos últimos dois anos o Google demitiu 48 funcionários por por esta razão.

O The New York Times mostrou em reportagem um e-mail enviado aos funcionários da empresa, todos eles assinados pelo presidente-executivo da companhia, Sundar Pichai. O recado dizia que a empresa analisava todas as queixas de assédio que recebia.

O e-mail falava também sobre uma atualização de política interna que exigiria à todos os VPs e SVPs que divulgassem qualquer relacionamento com algum colega de trabalho, independente da posição ou da presença de conflito.

Deixe seu comentário: