Metrô sair mais cedo é motivo para pedir desculpa? No Japão sim

metro brasil

Enquanto em muitas cidades brasileiras o transporte público (mais especificamente o metrô) é um sinônimo de falhas e aquela conhecida voz anunciando “velocidade reduzida e maior tempo de parada entre as estações”, no Japão, onde o sistema ferroviário é famoso por ser consistentemente pontual,  sair cedo demais pode ser motivo de, no mínimo, um pedido de desculpas aberto à imprensa e consumidores.

E depois que um trem partiu 25 segundos mais cedo na manhã da última sexta-feira (11), foi exatamente o que a companhia ferroviária JR West fez.

O “grave erro”, como traduzido pelo Sora News, aconteceu quando um trem de 12 vagões saiu da Estação Notogawa para a Estação Nishi-Akashi às 7:11:35 horas, e não às 7h12 da manhã, conforme programado.

A situação ocorreu porque o condutor do trem não entendeu a hora da partida e enviou um sinal para o trem sair da estação. No entanto, havia várias pessoas esperando para embarcar que acabaram ficando para atrás, e alguém relatou o incidente à empresa.

"O grande inconveniente que colocamos em nossos clientes foi realmente indesculpável", segundo o comunicado de imprensa. "Avaliamos cuidadosamente nossa conduta e nos esforçaremos para impedir que tal incidente ocorra novamente."

O próximo trem a deixar Notogawa para Nishi-Akashi, às 7h19, fez com que os passageiros que planejassem obter o serviço às 7h12 chegassem aos seus destinos com pelo menos seis minutos de atraso. Em um país onde atrasar alguns minutos para o trabalho ou para a escola traz sérias consequências, é um grande negócio.

Um incidente semelhante ocorreu no ano passado, quando a gerência da Tsukuba Express pediu desculpas depois que um trem entre Tóquio e Tsukuba partiu 20 segundos antes do previsto.

As informações são do Independent do Reino Unido e do Sora News.

Deixe seu comentário: