Cultura vai investir R$ 100 milhões na indústria de games

games

A indústria brasileira de games receberá um aporte de R$ 100 milhões destinado ao desenvolvimento e produção de jogos, de conteúdo de realidade aumentada e virtual, lançamentos, aceleração de empresas, eventos, infraestrutura, formação e capacitação, segundo ministro da cultura, Sérgio Sá Leitão. ""Os games são produtos culturais. Há arte e criatividade, além de tecnologia", diz Leitão em entrevista ao Adnews.

De acordo com ele, as linhas de investimentos serão lançadas em outubro e as empresas interessadas deverão passar por uma seleção. "Houve investimentos pontuais no passado. Mas agora é uma política para o setor de games, com várias linhas de investimento complementares para desenvolvimento, produção e lançamento. Também para aceleração de empresas. E capacitação, infraestrutura e tecnologia e mostras e festivais. Além do coinvestimento regional, com estados e municípios", explica o ministro da cultura.

Números

O segmento cresceu 182% nos últimos quatro anos:

» 75,7 milhões de jogadores
» US$ 1,5 bilhão em negócios
» 13º lugar é a posição do Brasil no ranking global do setor
» 1º lugar entre os latino-americanos

Na propaganda a utilização de games para anunciar marcas, produtos e serviços tem se tornado cada vez mais comum são os advergames que garantem segmentação e exposição. É o caso do Duolingo, aplicativo para aprender idiomas que utiliza a gamificação para reter os usuários. Outro exemplo é o da rede Starbucks, que lançou o aplicativo My Starbucks Rewards. Nele, a rede de cafeteria utiliza da gamificação para pontuar e clientes, concedendo benefícios como bebidas e descontos.

Deixe seu comentário: