Plataforma "GENTE" da Globosat compartilha estudos sobre o Brasil

dsa

Além do famoso “padrão Globo de qualidade”, outro pilar do grupo de comunicação são as pesquisas. Com um renomado time de especialistas em análises, a rede se debruça sobre diversos temas para entender melhor o Brasil para, desta maneira, veicular um conteúdo que atinja e fale do modo mais assertivo possível com toda essa “GENTE”.

Em um movimento de compartilhar os inúmeros dados que a Globosat compilou, a programadora lançou nesta sexta-feira (19),  a plataforma “Gente – Uma Conexão Globosat”. Com a missão de  levar informação atual por meio de estudos baseados nas pessoas e nas pautas contemporâneas, a ferramenta de curadoria de dados abre diversos estudos para o público.

Com cinco coleções iniciais, a plataforma inicia sua trajetória com os temas Esporte Para Sentir, Comportamentos Emergentes, Expoentes Culturais, Além do Gênero e Gerações Sem Idade. Para o lançamento, serão ao todo 10 estudos disponíveis, todos dentro desses pilares de conhecimento. 

Todo conteúdo será apresentado com soluções interativas que vão auxiliar não somente na compreensão, mas também na disseminação dele.  A estética já mostra que a experiência de navegação é fácil e orgânica e traz o principal: informação em artigos, vídeos, infográficos, podcasts, listas, newsletters e apresentações que podem ser baixadas como PDF.

Para marcar o seu lançamento, a Globosat compartilhou no Festival Path, acorrido neste final de semana (19 e 20), em São Paulo, os principais temas e insights da ferramenta. Divididas em painéis, o grupo apresentou encorajou diversas interpretações e trocas de ideias sobre temas como novas gerações, futebol e música.

Durante os dois dias de de Path, a programadora participou das seguintes apresentações: 

Prazer, Somos a Geração Alpha (Painel Gloob)
Participantes: Anna Mezashi (Globosat), Aurelia Picoli (Play) e Helô Paoli (Erê Lab)
Moderação: Daniela Tófoli (Editora Globo)

Torcedores do Brasil (Painel SporTV)      
Participantes: Andrea Tuttman (Globosat), Dora Faggin (Vox Pesquisas) e Erico Traldi (Samsung)
Moderação: Marcelo Barreto (SporTV)

Filmes e Séries: O Protaganismo do Tempo (Painel Telecine)
Participantes: Daniela Evelyn (Globosat), Karina Prince (Umanitá) e Francisco Russo (AdoroCinema)
Moderação: Renata Boldrini (Telecine)                                

Nunca Se Falou Tanto Sobre Músicas (Painel Multishow)
Participantes: Patricia Pieranti (Globosat), Tatiana Costa (Globosat) e Juliana Costantini (Globosat)
Moderação: Guilherme Guedes (Multishow)

O Mundo Secreto das Mulheres (Painel GNT)
Participantes: Polika Teixeira (Globosat), Debora Emm (Inesplorato) e Renata D’Avila (Fbiz)
Moderação: Barbara Gancia (Globosat)

O Prazer É Seu: Qual o Seu Perfil Pornográfico? (Painel Sexy Hot)
Participantes: Cinthia Fajardo (Globosat), Karla Mendes (Quantas) e Emme White (Sexy Hot)
Moderação: Leo Jaime (Globosat)

Para saber mais sobre a plataforma, o momento atual da Globosat e as possibilidades da ferramenta, conversamos com Manuel Falcão, diretor de marketing da programadora. Confira abaixo o bate-papo:

A Globosat com a plataforma GENTE muda sua relação com o público. Como se deu início esse movimento?

A plataforma GENTE é uma iniciativa que vai ao encontro da forma com que a Globosat se posiciona e se relaciona com as pessoas. Queremos dividir não só nossa produção audiovisual, mas também o nosso conhecimento. Ao longo da sua trajetória, a Globosat sempre estudou de forma profunda os comportamentos, tendências e hábitos dos brasileiros em parceria com os melhores institutos de estudos/pesquisas do país.

O consumidor é nosso ponto de partida para definir a atuação e apostas das nossas marcas e a plataforma GENTE nasce com a proposta de dividir os aprendizados que temos sobre os brasileiros com todos, anunciantes, agências, indústria criativa, pesquisadores, produtoras, formador de opinião ou estudantes.   

O que será a GENTE em sua totalidade? Quais os desdobramentos possíveis?

A GENTE terá cinco territórios iniciais de estudos: Esporte Para Sentir, Comportamentos Emergentes, Expoentes Culturais, Além do Gênero e Gerações Sem Idade. Todo o conteúdo será apresentado em diversos formatos como podcasts, vídeos, infográficos, newsletters, apresentações que podem ser baixadas como PDF, além de cards com recortes específicos.

A estética já mostra que a experiência de navegação é fácil e orgânica e traz o principal: informação. Tudo foi pensado para ser uma experiência que converse com diferentes momentos do consumo de informações. Acreditamos em muitas possibilidades de desdobramentos, como novos estudos com marcas e outros parceiros, eventos, palestras e artigos de profissionais sobre insights a partir dos estudos.

Quais pontos te surpreenderam nos estudos?

Olhando nossas pesquisas e estudos constatamos que não importa o tema ou a metodologia, eles são sempre sobre as pessoas. Queremos narrar as pesquisas através das pessoas e de suas histórias. E isso, atualmente, é o maior valor que uma marca pode obter, conhecer profundamente seu público.

A Globosat tem um investimento em pesquisa enorme. Como isso altera o dia a dia e a produção da programadora?

Esses estudos sempre nos ajudaram muito a conhecer o comportamento da nossa audiência, do que de fato o brasileiro se identifica ou não. A Globosat sempre acreditou muito em pesquisa. Só conseguimos marcas fortes e top of mind porque temos parceiros importantes e de qualidade que fizeram pesquisas conosco. A GENTE vem para somar, vai nos ajudar como argumentação comercial e dando acesso a conteúdos até então restritos ao universo de cada canal.

Como as marcas podem utilizar os materiais?

A plataforma foi pensada e criada para ajudar ao mercado de uma forma geral. Nosso desejo é que a GENTE seja mais um ponto de contato conosco e que colabore efetivamente para que as pessoas consigam extrair informações únicas, e quem sabe a partir daí, terem ideias de novos projetos, campanhas, conteúdos. Se através da leitura dos estudos as marcas conseguirem ter insights e ideias, podemos considerar a nossa missão cumprida.

Deixe seu comentário: