Twitter lança anúncio em Vídeo In-Stream no Brasil

play

Chega ao mercado brasileiro o anúncio em Vídeo In-Stream. Disponibilizado pelo Twitter, o formato de publicidade em vídeo, permite aos anunciantes associarem suas marcas a um conteúdo premium de maneira segura e em escala. Além disso, a ferramenta também atua levando em consideração o público-alvo da campanha e os assuntos de interesse do consumidor a ser impactado.

 
Os anúncios da marca são veiculados em vídeos criados por parceiros produtores (que não necessariamente são digital influencers, mas perfis que já falem, de forma embasada, sobre o recorte em questão) de conteúdo nos segmentos de entretenimento, esportes e notícia, divididos em 15 categorias. Os anúncios são exibidos antes do início dos vídeos dos parceiros (pre-roll) selecionados de acordo com o perfil indicado pelo anunciante.
 
Com o aparato, as marcas têm a oportunidade de participar das conversas em tempo real na plataforma a partir dos diferentes conteúdos em vídeo assistidos pela sua audiência. Além disso, o fato de os vídeos disponíveis para receber anúncios serem produzidos por parceiros do Twitter garante que a marca esteja atrelada a um conteúdo de qualidade e seguro.
 
Renata Altemari, gerente de soluções de vídeo do Twitter para a América Latina explica a ferramenta: "O anúncio em Vídeo In-Stream é a única solução disponível do mercado no formato pre-roll no feed de notícias do usuário. Ele alia conteúdo premium a um ambiente em tempo real permitindo que as marcas alcancem uma audiência altamente qualificada e segmentada. Dessa forma, os anunciantes têm a segurança de que os vídeos aos quais estarão associados são relevantes para o seu público-alvo sem riscos". "Além disso, o investimento do anunciante é dividido entre Twitter e o parceiro, que tem uma nova maneira de monetizar o seu conteúdo."
 
O produto, lançado nos Estados Unidos em 2017 e já disponível em alguns mercados, passou por uma fase de testes no Brasil, com anúncios de P&G (@PG_Brasil) e Mastercard (@MastercardBR) -- com as agências iProspect e WMcCann, respectivamente.
 
Já para Bárbara Régis, gerente de mídia da P&G, ter mais uma possibilidade de fazer campanhas para uma audiência influente, receptiva, atenta e ainda de forma atrelada entre suas marcas próprias e conteúdos de qualidade e brand-safe com anúncios em escala, é um “ganho para nós e para o mercado”. Régis cita a campanha criada por Old Spice (@Lobo_OldSpice) com o anúncio em Vídeo In-Stream que teve métricas positivas. O material alcançou 3,2 milhões de visualizações com 100% viewability aferido por parceiro de mensuração", garante.
 
O Twitter já conta com parceiros no país cujos vídeos podem vir acompanhados dos anúncios e trabalha constantemente para atrair mais produtores de conteúdo premium a este seleto grupo. Entre os publishers que já fazem parte do rol de parceiros selecionados está, por exemplo, o Corinthians.
 
"O Twitter é um dos nossos grandes parceiros de conteúdo. A relação entre o clube e a plataforma é duradoura e positiva. Com este novo passo, além da entrega gigantesca que o Twitter nos oferece, criamos uma nova fonte de receita para o Corinthians. Tivemos o privilégio de participar da fase de testes e o resultado foi extremamente satisfatório", diz André Stepan, gerente de conteúdo do Corinthians.
 
Para oferecer dados precisos sobre os resultados dos anúncios de vídeo, o Twitter mantém parcerias globais com provedores de métricas terceirizados líderes do setor. Os anunciantes podem ter acesso a estudos e informações qualificadas sobre o impacto que as campanhas têm na plataforma em relação a viewability e brand-effect, entendendo a influência da publicidade no público-alvo, o resultado da mídia e o alcance das mensagens na audiência certa.
 
Em estudos realizados pelo Twitter com a Nielsen, notou-se que os consumidores que viram anúncios em vídeo no Twitter eram 50% mais propensos a conhecer uma marca, 14% mais favoráveis a essa marca e com uma intenção de compra 18% maior do que aqueles que não estavam expostos a esse tipo de anúncio.

Deixe seu comentário: