ADFestivals

Júri brasileiro se reúne para discutir trabalhos do festival Cresta

Cresta

Sob o comando de Adriana Cury, representante brasileira do Cresta International Awards e integrante do Grand Jury do festival, o time de criativos do país se reuniu na última terça-feira (13) para avaliar uma parte dos trabalhos inscritos na edição 2017 do evento. A primeira etapa de julgamento é realizada por júris regionais de sete países: Estados Unidos, Espanha, Japão, Alemanha, Hungria, Croácia e Brasil, cujo resultado representa a shortlist do festival. Numa segunda fase, o Grand Jury se encarrega de definir as premiações. A cerimônia de entrega de troféus será realizada no segundo semestre em Nova York, sede do Cresta.

O júri brasileiro se reuniu na Lua Nova, produtora de som publicitário, e pontuou peças nas categorias Filmes e Craft. Participaram os jurados Ricardo Chester (Almap/BBDO), Paulo Sanna (Wunderman), Thomas Roth (Lua Nova), Marta Matui (Creative Design), Henrique Mattos (Publicis), Alessandro Bernardo (F/Biz), Renato Zandoná (AKQA), André Lucarelli (CD Instituto) e Adriana Cury.

O Cresta International Awards foi lançado em 1993 por Nancy Ross, presidente do festival, ex-diretora do Clio Awards. A edição de 2017 tem um total de mais de 3,3 mil peças concorrentes de 53 países. O Grand Jury é formado por 86 profissionais de 45 países. Adriana Cury, representante brasileira do festival, foi duas vezes jurada do Cannes Lions, inclusive sendo a única mulher latino-americana a integrar o júri do Titanium Lions, em 2006.

Redatora de origem, ela atuou em agências como MPM, Leo Burnett, Almap, Lowe, Colucci, Ogilvy, como vice-presidente de Criação, e McCann, como co-presidente.

 

Deixe seu comentário: