Grupos são os novos hotspots do Facebook

Ldrv

Se você acompanha as principais publicações sobre o mundo das mídias sociais, recebeu com a mesma tristeza que eu a notícia de que o algoritmo do Facebook irá novamente dificultar a vida de quem trabalha nesse já complicado mercado. É isso aí, as páginas terão alcance ainda menor do que já possuem.

A primeira pergunta que devemos fazer é POR QUÊ?

Bom, o tio Mark Zuckerberg tem um bom motivo pra isso. Na sua visão, a rede estava se tornando um reduto da ameaça do ano em 2016/2017: as #FakeNews. Tirar alcance das páginas e dos links externos seria, então, mais uma forma de mostrar mais atividades de seus amigos e familiares e menos posts de marcas e notícias, fakes ou não. Além de, claro, arrecadar mais dinheiro com postagens patrocinadas.

Assim, mais uma vez o cenário muda para nós, meros mortais que trabalhamos nesse ambiente hostil que é o das redes sociais, certo? Sim, mas não há motivos para desespero. O Facebook ainda possui uma mina de ouro, que não é tão explorada assim pelas marcas. Ainda.

Os Grupos de Facebook

É engraçado notar as ondas das redes sociais. Há alguns anos, os grupos estavam mais mortos do que nunca. O Facebook era para acompanhar páginas e ponto. Bom, isso mudou. Os grupos no Facebook, principalmente aqueles com foco em humor, somam verdadeiras nações em números.

Um exemplo? O famigerado LDRV (Lana Del Rey Vevo, grupo que começou como um fandom da cantora) traz consigo uma comunidade de 938 mil pessoas. O South America Memes - Máquina de Memes Aberta, conta com 1,3 milhão de membros. É muita coisa. O melhor? O Facebook privilegia a entrega de postagens dos grupos para os membros, o que torna essa ferramenta cada vez mais atrativa para quem quer entregar conteúdo.

Estratégias para Grupos

Sabendo disso, podemos começar a traçar algumas estratégias nessa área. Ao invés de investir dinheiro em um post patrocinado, que tal fazer um publipost em um grupo extremamente conectado com seu nicho? Dependendo da sua área de atuação, por que não criar uma comunidade em volta de um assunto de interesse comum, inserindo conteúdo da sua marca sempre que for interessante? Ativar grupos que girem em torno da sua organização pode ser uma estratégia mais que interessantes.

Aqui, vale a regra de ouro da comunicação: bom senso. Nada de fazer publicidade descarada ou floodar os grupos. É importante tentar criar diálogos orgânicos e relevantes, que agreguem pessoas à sua marca ao invés de afastá-los. Como as páginas não estão permitidas nos grupos, é interessante buscar porta-vozes que possam divulgar esse conteúdo nos grupos.

Enfim, vale a pena começar por um planejamento estratégico que envolva ações com grupos e começar a conversar e entregar mais conteúdo para esse público, aproveitando o máximo do Facebook na comunicação da sua organização. Vamos lá?

Natan Andrade é analista de comunicação na FSB Comunicação

Deixe seu comentário: